terça-feira, agosto 3, 2021
InícioEconomia e NegóciosTer experiência internacional só acelera seu crescimento na carreira

Ter experiência internacional só acelera seu crescimento na carreira

Em palestra na universidade americana Full Sail, Aaron Hamilton Cook falou sobre a importância de um currículo no exterior para os alunos da FAAP

 Nome forte da indústria de games, Aaron Hamilton Cook já participou de trabalhos importantes, como The Witcher 3 (2015), Dying Light (2015) e Cirque du Soleil (2017) — um jogo de realidade virtual inspirado no famoso circo canadense. Formado em Design de Jogos na Full Sail University, Aaron voltou à universidade americana em 24 de março para dar uma palestra sobre sua experiência na indústria. No evento feito em parceria com a FAAP, ele deu diversas dicas para os brasileiros que desejam estudar fora e criar um currículo internacional.

Quando perguntado sobre a importância de estudar fora do Brasil, Aaron respondeu de pronto: “Ter experiência internacional só acelera o seu crescimento na carreira”.

O designer de jogos lembrou de um vietnamita que foi um dos melhores artistas que conheceu. ” O inglês dele era muito ruim, mas ninguém se importava, por causa de seu trabalho excelente. Ele era um ótimo profissional e todos estavam dispostos a ajudá-lo com o inglês.” Ou seja, há oportunidades mesmo para quem não tem o inglês como um segundo idioma. explica ao afirmar “Você precisa é ser bom!” Conclui.

Para ele, outro idioma importante hoje é o mandarim, porque o mercado chinês está crescendo cada vez mais e tentando atrair estúdios ocidentais. Mas, mais uma vez, salientou que não acredita ser essencial o aprendizado de uma segunda língua para trabalhar, uma vez que há muitas oportunidades no Brasil, principalmente no mercado de jogos para computador, que ele acredita estar muito bem servido.

Questionado sobre o que é importante ter em um portfólio para animação, Aaron respondeu: “um grande nível de polimento”.

Por fim, Aaron falou sobre os próximos passos da indústria de games, em relação aos avanços tecnológicos. Segundo ele, os maiores avanços hoje são em realidade virtual e realidade aumentada e há ainda muita oportunidade de crescimento nessas áreas. “Há muita coisa legal com jogos de tabuleiro e realidade virtual. Mas essas tecnologias ainda são muito caras. Não é todo mundo que tem o dinheiro para comprar, nem o espaço para usá-las. Então quem vai moldar o caminho para o futuro são as publishers (publicadoras) de jogos eletrônicos.”

Para Community Outreach Director da Full Sail University, Carol Olival, foi muito produtivo e emocionante um evento em parceria com a instituição da qual ela também foi aluna. O mesmo fala Igor Bluni Corona, do 3º semestre de Animação da Fundação Armando Alvares Penteado “ Espero que dê muito certo novos eventos em parceria. Tanto a FAAP, como a Full Sail vão se beneficiar muito disso!”, comenta o aluno que aos 18 anos ja brilha como colunista do Anima#LabJor, projeto FAAP.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente