sábado, junho 19, 2021
InícioEconomia e NegóciosCriptomoedas: muito além das oscilações

Criptomoedas: muito além das oscilações

Criptomoedas: muito além das oscilações

As últimas semanas foram duras para os investidores de criptomoedas, não há como negar. E não há “investidor experiente” que não se abale com uma queda de mais de 40% de uma das principais criptos, o Bitcoin.

Mas, é sabido que na criptoeconomia existem riscos, tanto de quedas, quanto de altas – vale ressaltar a sequência de altas desde setembro de 2020 (aproximadamente 449% só do Bitcoin).

E não é a primeira vez que esse ativo sofre uma queda acentuada, mesmo estando em ascendência. Quedas também aconteceram em 2013 e 2017.

Se a história se repetir, ciclo segue em alta. Claro, a análise do passado não é certeza de repetição no futuro, mas é um ótimo indicativo.

A célebre frase “o mercado foi feito para transferir dinheiro dos impacientes para os pacientes” já se mostrou verdadeira com o Bitcoin inúmeras vezes.

Uma queda de mais de 40% pode muito bem ser vista como um desconto para investidores mais experientes, que vão exercer da sua paciência para lucrar com o desespero alheio.

Esse mercado é de difícil previsibilidade, por isso recomendamos o investimento inicial com um montante que “não te tire o sono”, exatamente para que possa tomar decisões com cautela em situações de queda acentuada.

É preciso escolher como e quando se movimentar, comprar ou vender. Além de investir de forma parcial, sem ter a expectativa de acertar o topo ou o fundo, e sim compondo um médio competitivo.

Criptomoedas: muito além das oscilações
Educacoin ,crypto moeda (Token) com niche voltado para Educacao, arte, cultura e esporte.

O propósito desse movimento disruptivo, capitaneado pelas criptomoedas, é muito maior do que apenas uma ação especulativa.

Muitos daqueles que estão posicionados em criptomoedas são de países em que o sistema financeiro é questionável, o acesso a uma bolsa de valores é restrito e há poucas alternativas para colocar seu patrimônio para trabalhar para si.

Hoje, o investimento em criptomoedas é o grito de liberdade daqueles que se cansaram de tanta intermediação e representa uma possibilidade de acesso à saúde financeira.

Afinal, a tendência é que as criptomoedas sejam cada vez mais aceitas, tanto como ativos de investimento, quanto como forma de pagamento no Brasil e no mundo.

Além das criptomoedas os tokens estão em alta no mundo todo.
Além de ser usadas como forma de investimento por muitos também se nota a utilização em integralização de capital social e garantias judicias em alguns países.

Fonte: Rodrigo Soeiro

Leia tambem: Israel Novaes faz turne internacional nos EUA

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente