sábado, janeiro 28, 2023
InícioEntretenimentoCantor e compositor Ygor Marin aposta em single inédito “Manga, Morango, Kiwi”

Cantor e compositor Ygor Marin aposta em single inédito “Manga, Morango, Kiwi”

No dia 30 de novembro, o paulista Ygor Marin lançou a música “Manga, Morango, Kiwi” em conjunto com o artista Dank. O single foi produzido pelo DJ Gui OQ e composto por Marin com influências dos clássicos do rap ao trap atual.

Marin iniciou sua carreira em 2014 e rapidamente passou a integrar o cenário do rap/trap/pop nacional. Ele conta que a paixão pela música entrou muito cedo em sua vida. “Cresci em um ambiente de igreja sempre com muita música. Aos 4 anos ganhei uma bateria do meu avô”, revela.

Na adolescência, Marin se apaixonou por batalhas de rimas e começou a rodar São Paulo em busca das “folinhas” até conhecer seus primeiros contatos com estúdio. “Gravei minha primeira música com meu mano Khaeli, um monstro também, no quarto dele, num mic sem popfilter, nosso pop era uma meia (risos). Comecei a meter as caras nisso de música, muita referência gringa, queria trazer uma estética parecida”, recorda.

A partir daí, Marin passou a investir pesado na carreira e ganhou destaque na cena musical, gravando composições suas ao lado de outros músicos. A mais recente parceria, com MC Daniel, o tornou conhecido do grande público. Confira, a seguir, um bate-papo com o artista que traz em suas músicas situações que ele ou alguma pessoa próxima já passou.

Como foi seu início na música?

R: Bem novo. Aos 4 anos ganhei meu primeiro instrumento musical. Mas foi por volta dos 14 anos que comecei a fazer música e a compor.

 

Você é natural de qual cidade? Qual região e comunidade desta cidade?

R: São Paulo, capital. Região do Jardim Valquíria, na comunidade Morro do Piolho.

 

Quais suas referências na música?

R: Tenho várias. Michael Jackson é a principal, mas existem muitos artistas que me inspiram.

 

Como você definiria a sua música? Seu estilo de escrever, de criar?

R: Minha música é para falar de amor e para sair do chão, bater cabeça, enfim… Meu estilo de criação é ter um porquê, uma tese. Se eu for falar de amor tem que ter uma historinha, e aí o freestyle começa.

 

No que você se inspira?

R: Vivências, sejam minhas ou não.

 

Que ponto da carreira até o momento você destaca como grande marco?

R: Ter encontrado as pessoas certas para trabalhar meu sonho, que acreditam tanto quanto eu, que o Marin vai acontecer e já está acontecendo.

 

Lançamentos até o momento da sua carreira que podemos destacar?

R: “Nada de Fake” foi a música que mais caminhou, junto com meus brothers Tashiro e Only.

 

O que pode adiantar sobre o que está por vir?

R: A minha identidade pra cena “Do meu jeito”. Estou focado em poder mostrar para o público quem realmente é o Marin, e que vim pra fazer história na música.

 

Como tem sido a experiência dos shows com MC Daniel?

R: Na real, não dá pra raciocinar, é muita informação e muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, porém são vivências inesquecíveis e muita energia boa que a gente vem vivendo a cada show, a cada estado que visitamos. Uma das pessoas mais inteligentes que já conheci e esforçado.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente