quinta-feira, outubro 6, 2022
InícioCelebridadesNÃNÃNA DA MANGUEIRA - uma diva de voz marcante na capital...

NÃNÃNA DA MANGUEIRA – uma diva de voz marcante na capital paulista

NÃNÃNA DA MANGUEIRA – uma diva de voz marcante na capital paulista. Nãnãna da Mangueira, nasceu no Morro da Favela, no Rio de Janeiro, em 04 de abril de 1943. Sempre foi comprometida com a música desde os anos 50 quando cantava nos programas de auditório da Rádio Nacional.

Desde 1958, na sua mudança para o Morro da Mangueira, onde construiu grande parte de sua história e onde nasceram seus três filhos,  conviveu com os grandes nomes do samba brasileiro: Carlos Cachaça, Cartola, Xangô da Mangueira, Geraldo Pereira, Zé Keti e muitos outros.  Na Estação Primeira da Mangueira, aos 13 anos, iniciou como passista na ala Vê se Entende.

Trabalhou com grandes nomes da música e da arte brasileira: Grande Otelo, Carlos Machado, Herivelto Martins, Ataulfo Alves e Monsueto. Em 1965 mudou-se para São Paulo, onde integrou o Conjunto Batucajés, dirigido por Marcos Lázaro, como cantora e passista. Essa foi a grande vitrine que abriu à Nãnãna da Mangueira as portas do mundo: Bélgica, Alemanha, Holanda, Colômbia, Peru e México, país no qual permaneceu por 3 anos.

Nãnãna da Mangueira lançou em 2013 o primeiro CD da sua carreira de mais de 50 anos – com direção geral de Magnu de Sousá, arranjos de Maurilio de Oliveira, acompanhada pelos talentosos integrantes do Quinteto em Branco e Preto. O CD Nãnãna da Mangueira – Caminho de Rosas tem a honrosa participação de Beth Carvalho na música Pura Paixão, do compositor Nonô do Jacarezinho.

Foi backing vocal para cantores consagrados e queridos como Jair Rodrigues, Almir Guineto, Jorge Costa, Armando da Mangueira, sempre trabalhou aonde o samba e seus amantes a chamam, incluindo as casas de samba mais conceituadas do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Há 10 anos , Nanana se apresenta no Bar Brahma ,  às 6as feiras, à convite do seu filho Ivo Meirelles , que, inclusive, nesta temporada que antecede o carnaval , no aclamado camarote Bar Brahma. Ivo, que fora nomeado Embaixador do Camarote, traz um show de levadas e bossas diferentes e faz das sextas , um verdadeiro esquenta para o carnaval, com suas passistas  e a voz marcante de sua mãe, Nanana da Mangueira

As noites do salão do Bar  Brahma  na Av. Ipiranga , no coração da capital paulista, fazem Nanana recordar de quando  participou do projeto “Senhor Artista” no SESC Pmpeia ao lado de Nelson Sargento e Velha Guarda da Camisa Verde Branco, em 2007 e de quando  inaugurou o Boteco da Mangueira cantando na sua Estação Primeira de Mangueira, em meados de 2010.

A artista que já dividiu palco com Wilson Moreira em São Paulo e no Rio de Janeiro – Teatro Rival. Também com Wilson Moreira, apresentou-se no Solar do mestre (2016) e ainda do Bloco Amigos do Alicate (2018 e 2019), sendo homenageada com o título de Musa do Bloco.

Barracão de Zinco, antiga casa de samba, Bar Aurora Villa do Samba de São Paulo e Sacrilégio, no Rio de Janeiro foram casa que contaram com a música e alegria da cantora.

Em Campinas têm se apresentado no Pagode da Vó Tiana, Escuta o Cheiro, Tonico’s, Casa São Jorge, Casa Rio, Barbieri e Samba de Luá . Na mesma cidade apresentou-se no Baile de Carnaval do Tênis Clube, no Clube Regatas e na Ponte Preta. No Tonico´s, além de shows, foi jurada do concurso de Marchinhas de Carnaval.

NÃNÃNA DA MANGUEIRA – uma diva de voz marcante na capital paulista

E, não para por ai, em Barra do Garças – Mato Grosso, inaugurou a Confraria do Samba onde se apresentou muitas vezes em shows memoráveis. Goiânia também contou com apresentações de Nãnãna da Mangueira, no Hotel Gloria e em festas particulares. Nesta cidade apresentou-se juntamente com Monarco da Portela na virada do ano 2019-2020.

Na cidade de Sorocaba/SP, realizou show com Ataulfo Alves Junior, se apresentou com o grupo Mesa de Bar no Depois Bar e Arte e na unidade local do SESC, quando homenageou Jovelina Pérola Negra em novembro 2019.

Em conjunto com o Grupo Sem Tempo de Campinas apresentou-se na cidade de Itatiba e Campinas.

Em Valinhos participou do Samba da Tia Rê, Com shows nos SESC – Presidente Prudente, Bauru, Catanduva/SP, Jundiaí e Campinas teve sua voz e seu gingado reconhecidos.

Já participou do programa Samba na Gamboa, do Diogo Nogueira, no Canal Brasil, realizou diversos shows no Traço de União, casa de samba de São Paulo, com maior freqüência em 2017 e 2018.

Convidada pelo amigo Thobias da Vai Vai, participou do seu Botequim, gravado em 2018 n Bar da Dona Onça. `A convite de Janaina Rueda – Bar da Dona Onça tem se apresentado em festas privadas de recepção a chefes de cozinha de vários países.

Em dezembro 2019 apresentou-se na tradicional Feijoada do Leão Lobo, em São Paulo.

NÃNÃNA DA MANGUEIRA – uma diva de voz marcante na capital paulista

A sua participação nas Viradas Culturais, em São Paulo (principalmente nos CEUs) e em Limeira/SP foI marcante.

É a primeira rainha de bateria do Brasil. Pioneira, desfilou no carnaval de São Paulo, em 1973 e outros carnavais, à frente da bateria da grande Mocidade Alegre tocando tamborim.

Recebeu duas homenagens da Mocidade Alegre: como primeira rainha de bateria do Brasil recebeu o Tamborim de Ouro (2007) e, posteriormente, o título de Baluarte da Mocidade Alegre em 2016.

Foi homenageada pela Rainha de Bateria da Escola de Samba Vai Vai em noite de festa para Rainhas de Bateria e pela Escola de Samba Pérola Negra.

No carnaval de 2010 foi homenageada pela sua escola de samba Estação Primeira de Mangueira, saindo à frente do carro abre alas, em reverência a todas as mães dos sambistas e do Morro da Mangueira. O registro de sua vida no samba foi gravado em depoimento ao MIS- Museu da Imagem e do Som e ao Museu do Samba (2017), ambos no Rio de Janeiro.

No Carnaval de 2018, foi coroada Rainha do Bloco Gueri-Gueri, em São Paulo. E, em 2019, recebeu o título de Musa do Bloco dos Amigos do Alicateem homenagem ao compositor Wilson Moreira, no Rio de Janeiro. Em julho , do mesmo ano, recebeu a homenagem do Projeto Flores em Vida, da ONG Ação Educativa/SP, com exposição de fotos de Samuel Iavelberg e roda de samba.

Em 2018, participou do show Rainha Quelé, em homenagem a Clementina de Jesusno SESC Pompéia e no Theatro José de Alencar em Fortaleza/Ce.

Em novembro 2019, participou de diversos shows patrocinados pela União das Escolas de Samba de São Paulo e Botequim do Justino.

Em dezembro de 2019, participou do show Sambando no Municipal, ao lado de vários artistas como Fabiana Cozza, Demônios da Garoa, Thobias da Vai Vai,  em homenagem ao Dia Nacional do Samba, realizado no Theatro Municipal de São Paulo.

Participa de shows Damas do Samba desde 2016 que tem novas apresentações agendadas para maio 2022.

Nanana da Mangueira, acaba de completar 79 anos em uma celebração no Bar Brahma, neste último , 04 de abril (2022).  A festa surpresa promovida por seu filho Ivo Meirelles, contou com a presença de músicos amigos, que fazem parte da trajetória da cantora, em um Sarau produzido especialmente `a  Rainha do Samba.

Fonte> Assessoria / Neli Selles

Edição: Costa Consulting CO

Saiba mais:https://lifefashionmag.com/yasmin-canta-bossa-nova-em-tributo-aos-grandes-celebres/

Sula Costa
Sula Costahttp://www.sulacosta.com
Sula Costa nasceu em Anápolis, GO. Jornalista e empresária, estudou marketing no Brasil. Em NY, trabalhou com produtoras cinematográficas internacionais, Organizações de Instituto de Pesquisa em Preservação do Meio ambiente na ONU. Estudou produção de TV na Califórnia , designer gráfico e fotografia em NY. Trabalhou em projetos de restauração,construção e intervenção, planejamento culturais para o Brasil . Cobriu os principais eventos econômicos do Brasil em New York; trabalhou como correspondente internacional para o jornalista Gilberto Amaral e Casa do Brasil Internacional em Nova Iorque. É Diretora Executiva da Costa Consulting,, empresa de consultoria e fomento cultural em Brasilia e, World Art Show em Sao Paulo, empresa que apoia a arte visual do Brasil.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente