terça-feira, agosto 16, 2022
InícioCelebridadesGONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ por Rogério Silvestre em São Paulo

GONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ por Rogério Silvestre em São Paulo

GONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ em São Paulo, no Teatro Jardim Sul, no  bairro do Morumbi, nos dias 23 e 24 de abril/2022.

O musical GONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ, protagonizado pelo ator Rogério Silvestre faz sucesso desde sua estreia, em 2008, na cidade de Itajubá, no Sul de Minas até os dias de hoje, nas grandes capitais brasileiras.

O musical mostra a história de um dos maiores compositores e intérpretes brasileiros, que nos deixou há quase 31 anos.

Gonzaguinha morreu aos 45 anos em 29 de abril de 1991, vítima de um acidente automobilístico. Ao regressar de uma apresentação em Pato Branco, no Paraná por uma rodovia no sudoeste daquele estado, colidiu com seu Monza contra uma camionete Ford F-4000. O acidente ocorreu por volta de 7h20 da manhã entre as cidades de Renascença e Marmeleiro. Gonzaguinha estava se dirigindo para Foz do Iguaçu, de onde seguiria de avião para Florianópolis, onde tinha um show agendado. No carro estavam também seu empresário e o dono de uma empresa de produções artísticas, que ficaram gravemente feridos.

 O ator Rogério Silvestre, que dá vida ao Gonzaguinha nos palcos, confessa: “Foi emocionante apresentar esse nosso musical justamente na data que completou 30 anos de sua passagem. Ano passado, mesmo dentro da pandemia, apresentamos uma live-show, no Teatro Rival Refit, no RJ. Essa live foi transmitida ao vivo e foi assistida por mais de 10 mil pessoas ao mesmo tempo… foi lindo a receptividade do público em cada canto do nosso país e do mundo. Na próxima sexta-feira, dia 29 de abril, completam 31 anos de sua morte e um ano da nossa live-show… como o tempo passou rápido demais…”

O cantor e compositor Gonzaguinha, filho de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, é uma das grandes figuras da MPB nas décadas de 70 e 80. Em vida, ganhou o apelido de “cantor rancor” por suas letras ríspidas, agressivas, mas mostrou outro lado de sua personalidade em sucessos como ‘O que é, o que é’, ‘Explode Coração’ e ‘Lindo Lago do Amor’, mas nunca abandonou sua veia de contestação.

No palco, o ator ROGÉRIO SILVESTRE dá vida ao personagem central, o próprio Gonzaguinha, interpretando um texto poético que passeia por momentos marcantes da vida do cantor e compositor carioca; como a infância no Morro de São Carlos (RJ), os primeiros passos na carreira artística, os embates com a ditadura militar e a relação conflituosa com o pai, o rei do Baião, Gonzagão.

O espetáculo é uma versão poética da vida e obra do cantor e compositor Gonzaguinha e conta, além do ator ROGÉRIO SILVESTRE com a cantora MIRIANÊS ZABOT e os músicos HEITOR NASCIMENTO (guitarra), CACÁ FRANKLIN (percussão) e MIGUEL CONTRUCCI (bateria).

GONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ por Rogério Silvestre em São Paulo

O espetáculo apresenta 16 canções assinadas pelo próprio Gonzaguinha – “Explode Coração”, “Recado”, “Começaria Tudo Outra Vez”, “Moleque”, “Sangrando”, “O Que é o Que é?”, “Ponto de Interrogação”, “Eu Apenas Queria Que Você Soubesse”, “Com a Perna no Mundo”, “Grito de Alerta”, “De Volta ao Começo”, “Palavras”, “É”, “Diga Lá, Coração”, “Espere por Mim, Morena” e “Vamos à Luta” – que misturam xote, samba, baião e música romântica que foram gravadas pelos maiores nomes da nossa MPB, como Maria Bethânia, Simone, Joanna, Zizi Possi, Raimundo Fagner, Ângela Maria, Cauby Peixoto  e o próprio Wagner Tiso que já participou algumas vezes do espetáculo.

Como bem escreveu o crítico do jornal O Globo (RJ), Leonardo Bruno: “Gonzaguinha é um personagem que gera um fascínio impressionante. Morto aos 45 anos, em 1991, deixou obra extensa e alinhada com os anseios de sua geração, mas que ainda encontra eco quase três décadas depois — prova disso é que, nos últimos seis anos, sua figura virou peça de teatro, filme/série, enredo de escola de samba e ganhou homenagem no Prêmio da Música. O musical “Gonzaguinha — O Eterno Aprendiz”, demonstra profunda admiração e respeito pela obra e pelo artista.

A concepção de Kleber Lincoln e Amaury Vieira propõe dois espetáculos independentes: em um deles, um ator vive Gonzaguinha em monólogo; no outro, três cantores e uma banda revivem os sucessos do compositor.

O espetáculo ganha com a entrada em cena da banda, que relembra com competência o inspirado repertório de Gonzaguinha. Os cantores conseguem bons momentos de comunicação com a plateia, mas é a voz da cantora que eleva a eletricidade no palco. A ela coube tarefa desafiadora: reler canções que ficaram marcadas nas interpretações de Elis Regina e Maria Bethânia. A cantora mostra presença de palco e sobressai como o grande destaque do musical.

A intenção de homenagear Gonzaguinha é louvável, e a execução de seu repertório já garante momentos de catarse. “Gonzaguinha — O Eterno Aprendiz” é bem-sucedido como um show-tributo ao compositor.”

O espetáculo faz sorrir, emocionar e chorar… vale muito a pena conferir!

GONZAGUINHA: O ETERNO APRENDIZ.

Concepção do espetáculo: Dr Kleber Lincoln e Maestro Amaury Vieira.

Texto: Gildes Bezerra e Rogério Silvestre.

Diretor Teatral: Breno Carvalho.

Direção Musical: Cacá Franklin

Com o ator ROGÉRIO SILVESTRE, a cantora MIRIANÊS ZABOT e os músicos HEITOR NASCIMENTO (guitarra), CACÁ FRANKLIN (percussão) e MIGUEL CONTRUCCCI (bateria).

Produção, Assessoria de Imprensa e Marketing: João Luiz Azevedo

Realização: Boca Fechada Produções Artísticas e Rogério Silvestre Produções.

Duração: 80 minutos

Classificação: Livre

Gênero: Show Musical

TEATRO JARDIM SUL

  1. Itacaiúna, 61/ 2º Piso – Vila Andrade / Morumbi – Shopping Jardim Sul

Dias das apresentações:  23 e 24 de abril/2022,

Sábado 21h e Domingo 19h

Ingressos por R$ 80,00 / 40,00 (meia)

Mais informações e ingressos com desconto pelo Tel/zap: 21-99731-0933 com o produtor, João Luiz Azevedo

Fotos: Acervo pessoal
Fonte: Costa Consulting Co 
Saiba mais:https://lifefashionmag.com/yasmin-canta-bossa-nova-em-tributo-aos-grandes-celebres/

Sula Costa
Sula Costahttp://www.sulacosta.com
Sula Costa nasceu em Anápolis, GO. Jornalista e empresária, estudou marketing no Brasil. Em NY, trabalhou com produtoras cinematográficas internacionais, Organizações de Instituto de Pesquisa em Preservação do Meio ambiente na ONU. Estudou produção de TV na Califórnia , designer gráfico e fotografia em NY. Trabalhou em projetos de restauração,construção e intervenção, planejamento culturais para o Brasil . Cobriu os principais eventos econômicos do Brasil em New York; trabalhou como correspondente internacional para o jornalista Gilberto Amaral e Casa do Brasil Internacional em Nova Iorque. É Diretora Executiva da Costa Consulting,, empresa de consultoria e fomento cultural em Brasilia e, World Art Show em Sao Paulo, empresa que apoia a arte visual do Brasil.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente