terça-feira, abril 20, 2021
InícioEconomia e NegóciosCom recorde na abertura de microempresas em 2020, o desafio agora é...

Com recorde na abertura de microempresas em 2020, o desafio agora é sobreviver à crise

 

Educação financeira, controle de fluxo de caixa e gestão estratégica estão entre os pontos-chave de sucesso nesta empreitada

Números do Ministério da Economia, publicados em 2 de fevereiro, e apresentados no Mapa de Empresas, mostram que 56,7% das empresas ativas no Brasil são formadas por Microempreendedores Individuais (MEIs). No ano passado, a modalidade impulsionou a abertura de 79,3% dos novos CNPJs. O crescimento do comércio digital em 2020 pode ter sido o grande propulsor desse avanço, com 8 MEIs a cada 10 novas empresas, embora a pandemia, sem dúvida, traciona esse crescimento.

Essa movimentação de novos “empresários” tem gerado especulações e atraído o olhar das empresas para oferecer produtos e serviços exclusivos com vantagens específicas para esses CNPJs. Todavia, apesar de atrativas, se essas vantagens não forem bem administradas, podem virar grandes armadilhas. É o que alerta João Tosin, CEO e cofundador da Celero. Acostumado a propor soluções de gestão financeira às Pequenas e Médias Empresas (PMEs), o especialista diz que os cuidados com os microempreendedores devem ser redobrados. “Muitos não conhecem a rotina de uma empresa, não sabem o que é fluxo de caixa, nunca programaram suas rendas com base em previsões financeiras e, isso, pode ser bastante arriscado”, explica.

É para esse perfil de empreendedor, inclusive, que a Celero também lançou um novo produto. O Start, um plano simplificado e de baixo custo que dá acesso aos serviços de gestão financeira digital para organizar as tarefas diárias de uma pequena empresa. “A nossa plataforma foi pensada para deixar a vida dos empreendedores o mais prática possível. E com esse novo plano, nós estendemos os benefícios a todos aqueles que querem acelerar o crescimento de seus negócios, mas que ainda não dispõem de muitos recursos. Nosso objetivo é ajudar micro e pequenos empreendedores a se tornarem, em breve, empresas bem sucedidas e, para isso, é fundamental o mínimo de entendimento, organização e controle financeiro”, conta Tosin.

Segundo ele, os principais problemas econômicos de qualquer porte de empresa têm origem na falta de organização, de conhecimento e estratégia. Por isso, mais do que automatizar a gestão financeira, a plataforma da Celero ensina aos MEIs e PMEs boas práticas de gestão financeira e como aplicá-las diariamente, para não haver surpresas no final do mês. “O mais importante é entender que não adianta ter acesso a créditos e outras facilidades se você não souber gerir o básico da sua empresa. A dinâmica não é simplesmente comprar e vender”, destaca. “São inúmeros detalhes e tem muita gente que se perde nessa conta”, ilustra.

Com um sistema simples e intuitivo, o Celero Start auxilia no envio, registro e categorização dos documentos, além de disponibilizar aos empreendedores relatórios completos. Com a ferramenta é possível realizar diversas funções, dentre elas:

Controlar receitas e despesas

Cadastrar clientes e fornecedores

Conciliar dados com o seu banco de forma automática via OFX

Visualizar o saldo de cada conta bancária e saldo total da empresa

Controlar as movimentações financeiras previstas, realizadas e atrasadas

Acessar um plano de contas padrão por segmento: varejo ou serviço

Classificação de plano de contas automática nos seus registros financeiros

Comparar as entradas e saídas de dinheiro que estavam previstas durante o mês e o que realmente foi realizado

Entender a composição das contas da sua empresa, ou seja, dados como custos, despesas e receitas

Fazer a comparação mensal dos seus indicadores financeiros, como receitas, custos, margem de contribuição e outros

João Augusto Betenheuzer, João Tosin e Pedro Chaves
Divulgação Celero

Armazenar documentos financeiros (boletos, NFs, recibos)

Com uma base mínima de informação, o software certo e estratégias adequadas para cada negócio, os empreendedores devem driblar a crise e se manterem ativos para um caminho de sucesso, seguro e estável.  Com simples indicadores, mecanismos de avaliação do desempenho e performance do negócio, é possível guiar a atuação das empresas, sinalizando, inclusive, onde é proibido virar. E, é por isso que o Start foi criado, para ensinar os novos pilotos na condução de suas trajetórias, recalculando as rotas sempre que necessário e impedindo que escolham direções de risco.

“Chega de usar o piloto automático. A hora é de profissionalizar! Só quem conhece bem o território sabe onde estão os desníveis, curvas perigosas e até o fim da linha. O que nós fazemos é justamente desviar os nossos clientes para que eles não se depararem com essas situações”, finaliza João Tosin, CEO da Celero.

Como nasceu a Celero?

A Celero foi lançada oficialmente em 2016, mas está no mercado desde 2014, iniciando sua trajetória como uma consultoria financeira chamada J2 Consulting. Com a disciplina e trabalho que qualquer empreendimento exige, João Tosin, João Augusto Betenheuzer e Pedro Chaves remodelaram o negócio e lançaram, dois anos depois, a Celero: startup, inovadora, com serviços de gestão e automação para o departamento financeiro das empresas. Hoje, a startup oferece, com uso de tecnologia de ponta, um departamento financeiro online para PMEs de todas as regiões do País. Pioneira nesse nicho de mercado, sua plataforma é a única do mundo que automatiza toda a rotina financeira, transformando fotos ou imagens de documentos em relatórios financeiros e operações bancárias. A tecnologia, inclusive, pode ser utilizada sem a exigência de conhecimento técnico do setor, diferencial que facilita a vida dos empreendedores, impactados muitas vezes pela burocracia e desconhecimento das rotinas financeira e tributária do Brasil.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments