segunda-feira, outubro 25, 2021
InícioCulturaA cultura em estado de desamparo agoniza em asfixia.

A cultura em estado de desamparo agoniza em asfixia.

Filme de MS ganha dois Prêmios nos EUA, mas luta por apoio e reconhecimento em seu próprio Estado.

“The ART & The WAY” (“O que a ARTE faz por MIM” em português), ganhou dois PRÊMIOS DE RECONHECIMENTO no “The Best Shorts Film Competition”, na quarta-feira passada, 22 de setembro, na Califórnia, nos EUA, nas Categorias “Libertação/Justiça Social/Protesto” e “Problemas de Deficiência, únicas categorias que a obra conseguiu disputar na Premiação por falta de condições financeira para mais inscrições, como nas categorias de melhor documentário, direção, trilha sonora, entre outros, o que a impediu de receber mais pontuação em outros quesitos e ter a chance de lutar pelos principais prêmios. Porém, conseguiu angariar dois prêmios INÉDITOS para o Estado nas categorias que participou, que só conseguiu se inscrever porque o diretor americano da premiação autorizou um enorme desconto nas duas inscrições, levando o País a conquistar mais uma vez essa importante estatueta no Cinema na Capital do Cinema Mundial, e dessa vez duas de uma única vez, das três que vieram nessa edição para o Brasil, como até hoje, prêmio esse em qualquer das categorias, poucas vezes conquistadas em produções nacionais. Mas esbarra, entre outros, na falta de aporte para trazer as próprias estatuetas banhadas a ouro e confeccionada pelas mesmas empresas do Oscar e EMMY, legado esse não só importante para a obra, pelo tema humanitário e urgente que o filme aborda, como também para toda a sociedade e para a Nação.

O “The Best Shorts Competition” reconhece profissionais de cinema, televisão, videografia e novas mídias que demonstram realizações excepcionais em habilidade e criatividade, e aqueles que produzem entretenimento de destaque ou contribuem para mudanças sociais profundas. As inscrições são julgadas por profissionais altamente qualificados da indústria de cinema e televisão, incluindo jurados do próprio Oscar.

Rick Prickett, que preside a Premiação “The Best Shorts Competition”, disse o seguinte sobre os vencedores dessa edição: “O “Best Shorts Award” não é um prêmio fácil de ganhar. As inscrições são recebidas de todo o mundo, de empresas poderosas a novos talentos notáveis. A premiação ajuda a definir o padrão de habilidade e criatividade dos inscritos e os jurados ficaram satisfeitos com a excepcional qualidade das inscrições. O objetivo principal do “The Best Shorts Competition” é ajudar os vencedores a obter o reconhecimento que merecem.”

Apesar das grandes conquistas inéditas que o filme vem angariando a nível internacional tanto para o Estado, quando para o País e ser de extrema importância por começar a dar voz a uma causa humanitária urgente, a produção está sem condições de seguir sua distribuição por falta de aporte financeiro e ainda luta por reconhecimento em seu próprio Estado, ajuda governamental e/ou apoio institucional e de divulgação a nível local incluindo até da própria Fundação que o mesmo promove, que mesmo com todas conquistas, continua acontecendo mais a nível nacional e internacional.

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente