quinta-feira, dezembro 8, 2022
InícioCelebridadesVinho e Você SA com Roman Romancini

Vinho e Você SA com Roman Romancini

A Vinho & Você S.A entrevistou um dos maiores players do mercado da tecnologia, sobrevivente e protagonista do filme que retrata a sua história.

Roman Andrade Romancini, hoje não somente um grande protagonista de sua vida, bem como de seu filme documentário “Além dos Sonhos”. Pai, filho, físico, cético, executivo, empreendedor, palestrante e um montanhista famoso em seu meio por suas atuações.

Romancini foi da “cama ao cume”, devido a um grave atropelamento que o acometeu e o manteve durante longo período internado. E, na sequência, um câncer que poderia ter limitado completamente seu futuro e de sua família. Transformou o que poderíamos chamar de “problemas” numa oportunidade, em primeiro lugar, para se superar e foi a partir de sua maior limitação que desafiou a medicina e, mais tarde, o Everest por seu sonho, propósito e obstinação. Foi o 16º brasileiro a conquistar o mais alto pico do planeta, o qual ultrapassa os 8800 metros de altitude, acima do nível do mar, em condições “pós” reaprender a andar depois de 33 anos. Olha que foi longe!

“Sonho sem ação é alucinação” Roman Romancini

Quando criança, diagnosticado com “hiperatividade”, sua mãe (Psicóloga) e pai (Marketing), sabiamente conduziram suas energias e curiosidades às atividades como leituras, esportes entre outros, o que mais tarde passaria ser muito mais do que uma rotina, passaria ser um grande estímulo para ir além dos sonhos, tornando-se um grande expedicionário por essência.

“Meus pais sempre me estimularam muito, usaram minha hiperatividade como um aliado para meu autodesenvolvimento, ao invés de fazer uso de remédios”, pois entendiam a hiperatividade como um “excesso de vida e energia” e não uma doença, como muitas pessoas consideram, embora haja outros tipos de comportamentos que demandam outros tipos de condutas.

Além dos sonhos | TRAILER OFICIAL

Foi por iniciativa do pai que recebeu as enciclopédias, Mirador e a famosa Barsa para que começasse sua primeira exploração ao mundo através da leitura. Assim, descobriu Einstein, sua referência e, também, descobriu a letra “E” e se deparou com a fórmula que mudaria e estimularia seus próximos passos na vida. O “E” de Einstein, energia, energia nuclear e Everest.

A partir de então, inspirações e perguntas não faltaram. Na época, para um garoto de apenas 10 anos, sonhou e aspirou de forma até antagônica, por ser carioca, viver num país tropical, numa zona de praia e caipirinha, chegar ao maior pico do planeta, no Monte congelado do Everest.

“Sonho sem ação é alucinação” Roman Romancini
Entrevista com Roman Romancini. Direita Dany Cardoso da revista Vinho & Você S.A e Uiara Zagolin
“Sonho sem ação é alucinação” Roman Romancini

A letra “E” para Roman tem um peso imensurável, pois foi a letra que o possibilitou provar, reprovar e ressignificar experiências. Um dia esta letra passou a fazer muito mais sentido quando concluiu que a vida não precisaria ser “OU” e sim “E”. Esta conclusão tornou-se uma premissa associada à gana de aprender permitindo, assim, ultrapassar não somente os limites da ciência ou da tecnologia, mas também os seus próprios limite. Devido tamanho impacto de sua experiência, compreendeu o verdadeiro significado de ser “E” e se sentir completo, podendo interagir consigo, com o “outro” e com o “Universo” de forma única. Esta letra segue reluzindo em sua vida para somar e transformar, pois somente sendo “E” foi possível conquistar sua pluralidade.

O Roman em 4 dimensões ou 4 personas como ele diz ser: Pai, montanhista, esportista/espiritualista, profissional e a última: cidadão. Acredito ser resumido demais, certo?

Romancini mais do que viver o “ressignificar” como palavra da moda, em sua fase “moribundo” como se referiu à revista VINHO E VOCÊ S/A teve a oportunidade de avaliar todo seu cenário de vida em cima de uma cama de hospital, devido seu momento terrorífico, pois ali poderia ter lutado contra seus demônios internos e optou inteligentemente por mudar o que precisava ser mudado. Converteu o cenário em uma bendição pela vida com novos propósitos mudando alimentação, educação dos filhos, a relação com a família, casamento, trabalho e comportamento social. Ademais passou a atribuir um novo conceito às dificuldades, como sendo passageiras em jornadas temporais.

“Sonho sem ação é alucinação” Roman Romancini

Venceu a morte três vezes desde sua infância, uma vez quando resolveu saltar o mais longe possível e quebrou os dois braços em seis lugares, resultado de suas “estripulias”, mais tarde o atropelamento que acarretou mais quebras e mais titânio em seu corpo (brinca), e logo o câncer. Embora os incidentes, seguiu sua jornada acumulando uma série de aprendizados como a tolerância à dor, lidar com medos primitivos e o liderar com inteligência emocional .

Citações

Falar de Roman Romancini, é contar suas histórias repletas de grandes dizeres e citações que marcam sua vida e, de fato, nos faz refletir :

  • “Temos a capacidade de aprender, desaprender e reaprender…”
  • “Descobri na dor outros valores. O valor do ar, do cheiro, do silêncio, de andar, de respirar…”
  • “Tenho o “medo” no meu cinturão como o do Batman. Uso o medo como a maior ferramenta de sobrevivência e, também, como uma habilidade de foco…”
  • “Uso o medo como um grande aliado na minha vida…”
  • “Eu tenho medo, e o dia que eu não tiver mais estarei perto da morte…”
  • “Começar um projeto não justifica imediatismo, demanda persistência e consistência…”
  • “Quem não viaja não passa da primeira página…”
  • “Encontro prazer na dificuldade…”

“Sonho sem ação é alucinação” Roman Romancini

Todos dizeres renderiam capítulos de livros ou cenas de filmes, mas todos renderam ainda mais, foram a força motriz para atingir seus objetivos. Não tem a intenção de ser reconhecido como um super herói e, sim, como cidadão comum , o qual aprendeu atuar em seu máximo potencial e foi capaz de se tornar um agenciador de mudanças. Deseja pulverizar sua mensagem ao mundo e considera seu filme “Além dos sonhos” mais uma realização pessoal. Entende esta façanha como mais um resultado suportado por sua determinação, consistência e nível de autoconhecimento. Ainda que um dia ele esteja triste, se considera uma pessoa feliz e afirma “o filme é o manifesto ao sonhar curioso e a resiliência da realização” por quê?

“Sonho sem ação é alucinação”
(Roman Romancini)

Baseado em seus sentidos e habilidades bastante apurados devido suas atividades de montanhista, já participou de uma degustação de vinhos e confessa não ter muito conhecimento nesta área, mas entende sua relação com vinhos uma combinação de experiências, como a de estar em lugares paradisíacos, acompanhados da “Dani”, como se refere carinhosamente a sua esposa.

“…vejo que temos uma visão de um mundo muito limitado, pois o mundo é muito mais amplo do que se pode ver, ouvir ou sentir, pois nos limitamos a uma pequena parte! ” Desenvolvendo nossas capacidades sensoriais é possível nos descobrir, ainda que haja muitas descobertas por vir.”

Em se tratando de neurociências e sendo físico, Romancini diz que a partir das experiências com os filhos, fomenta tamanha conexão com eles a ponto de interagir energeticamente dentro de determinadas situações, pois “…nós somos pura energia e captamos isto a partir de nossos receptores…” Fundamenta sua teoria como “das anteninhas”, relacionando sentimentos, energia e espaço, mesmo longe, é possível estar conectado com eles de forma telepática, mediúnica ou energeticamente como queiram chamar, devido uma sensibilidade desenvolvida a partir de um amor sem limites. Hoje sabemos como isto é possível dentro de um campo energético que nos move e compreende o Universo.

“…Estar presente 100% é fundamental para desenvolver uma série de habilidades e entre elas as sensoriais, pois sentir e perceber é estar em contato consigo mesmo. “

 

 

Fotos: Divulgação
Leia ainda: https://lifefashionmag.com/luiza-brunet-e-rafael-dos-santos-em-paris/

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Valéria on Funk consciente