sexta-feira, dezembro 8, 2023
InícioEstilo de VidaA busca pela perfeição : uma ilusão irrealista em um mundo Imperfeito

A busca pela perfeição : uma ilusão irrealista em um mundo Imperfeito

“Não podemos nos afastar dos amigos imperfeitos, pois, caso contrário, estaríamos nos afastando de todos, afinal, todos somos imperfeitos.” Vanessa Fontana

Em nossa sociedade moderna, somos constantemente bombardeados com imagens e expectativas de como devemos ser e nos comportar. A ideia da perfeição parece estar em todos os lugares, seja nas redes sociais, nos filmes ou nas revistas. No entanto, ao refletirmos cuidadosamente, podemos chegar à conclusão de que ninguém passa no crivo dessa busca incessante pela perfeição. Nesta matéria, exploraremos por que a perfeição é uma ilusão irrealista em um mundo imperfeito e como abraçar nossa própria imperfeição pode trazer mais felicidade e autenticidade às nossas vidas.

A busca pela perfeição é uma armadilha que muitas vezes nos coloca em um estado de constante insatisfação e autocrítica. Pensamos que precisamos ter o corpo perfeito, o relacionamento perfeito, a carreira perfeita e assim por diante. No entanto, a realidade é que a perfeição simplesmente não existe. Todos nós cometemos erros, temos falhas e enfrentamos desafios em diferentes áreas de nossas vidas.

Ninguém passa no crivo:

Se pararmos para observar de perto as pessoas que consideramos “perfeitas”, logo perceberemos que elas também têm suas fraquezas e imperfeições. Celebridades, influenciadores e até mesmo pessoas comuns enfrentam dificuldades e lidam com suas próprias inseguranças e problemas pessoais. A verdade é que não há ninguém que possa atender a todos os padrões de perfeição que a sociedade impõe. Se você se afastar de todas as pessoas imperfeitas, por fim teria que se afastar até de si mesmo.

Em vez de seguir uma busca frustrante pela perfeição, é importante aprender a abraçar nossas próprias imperfeições. Aceitar que somos seres humanos falíveis e que todos cometemos erros é o primeiro passo para cultivar uma autoimagem positiva e saudável. Devemos aprender a valorizar nossas qualidades, aceitar nossos defeitos e entender que é através de nossas imperfeições que crescemos e evoluímos.

Ao abandonarmos a busca pela perfeição, abrimos espaço para uma busca mais gratificante: a busca pela autenticidade, ou por pessoas mais humanas. Ser autêntico significa ser verdadeiro consigo mesmo, abraçando totalmente quem somos, com nossos pontos fortes e fracos. É através dessa autenticidade e humanidade que encontramos a felicidade verdadeira, construindo relacionamentos mais significativos e vivendo uma vida mais plena.

A busca pela perfeição é uma ilusão que nos mantém presos em um ciclo interminável de insatisfação e autocrítica. Ao percebermos que ninguém passa no crivo dessa busca, podemos aprender a abraçar nossa própria imperfeição, cobrar menos das pessoas, ser mais compreensivos e cultivar uma autoimagem positiva e saudável. A busca pela autenticidade e felicidade verdadeira começa quando aceitamos e abraçamos quem realmente somos, com todas as nossas falhas e imperfeições. Afinal, é em nossa imperfeição que encontramos nossa singularidade e nossa verdadeira beleza. E se nos afastarmos de todas as pessoas imperfeitas acabaríamos completamente sozinhos.

Vanessa Fontana
Vanessa Fontana
Jornalista, CEO da Fontana Produçōes, Doutora em psicanálise, especialista em psicologia humanista, hipnoterapeuta e atriz. Faço parte do Conselho Brasileiro de Psicanálise Clínica. CBPC 2022-624 e da Sociedade Brasileira de Hipnose.

Deixe uma resposta

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

André Hazan on Amigos
André Hazan on O que define a sexualidade?
Valéria on Funk consciente