Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais

0
169
Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais

Saiba tudo sobre Mediação de Conflitos com o novo “Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais”

Autora trata tema espinhoso de forma leve e informativa e convida os interessados a se aprofundar neste tema

A Mestre em Mediação e Resolução de Conflitos, Annemarie Richter, acaba de lançar o seu “Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais” (2021 – editora Gulliver), voltado para todos os profissionais, ou melhor dizendo, para todas as pessoas que precisam lidar com relacionamento e mediação de conflitos no dia a dia.

“Invariavelmente, relacionamentos trazem conflitos. Podem existir relacionamentos que não percebem, não tratam ou escondem muito bem os conflitos, mas eles sempre estão presentes. Não existe relacionamento sem conflito. Como gosto muito de falar, existem somente três certezas na vida: nascer, conflitar e morrer. É preciso perder o medo do conflito e aprender com ele”, declara a autora que também é consultora no assunto e criou este guia para ajudar nos primeiros passos.

Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais
Elton Caetano

Annemarie, que também é formada em Relações Públicas, estudou muito sobre o tema e vivencia essa realidade há mais de 15 anos. Para este livro, ela compilou alguns ensinamentos e informações valiosas para que as pessoas abram suas mentes para esta atividade tão essencial no cotidiano de quem lida com questões socioambientais, entre outras áreas também.

“Para participar de um diálogo produtivo e propositivo é preciso preparação, dedicação na compreensão de pessoas interessadas, temas, acertos e erros corporativos, possibilidades e obstáculos, pontos de convergência e divergência. É preciso despender tempo na preparação do diálogo para evitar desperdício de tempo e energia com judicialização de processos. Tempo é o novo luxo, um recurso que, se despendido, não volta, não há como repor”.

Sobre a obra

O Guia é um livro técnico porém de fácil leitura, bastante palatável para todos os públicos, com muitas dicas e insights da autora, assim como exemplos ricos e analogias que facilitam a compreensão do conteúdo. O livro está estruturado em oito capítulos, nos quais ela fala um pouco mais sobre as pessoas, pois não lidamos e conversamos com prédios, casas e empresas e sim – sempre – com pessoas; particularidades e percepções sobre algumas categorias de pessoas interessadas e a importância de se entender o contexto de cada categoria e também sobre a importância da escuta.

Ela também apresenta uma estrutura de plano de relacionamento e uma breve compreensão sobre os conflitos e a sua lógica de desenvolvimento e os quesitos mais importantes para a transformação dos conflitos – reenquadramento e competências socioemocionais –, além de um roteiro simples para identificar as emoções mais desafiadoras.

Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais
Elton Caetano

Os últimos capítulos tratam da justiça restaurativa e a mediação como caminhos e olhares estruturais para colocar em prática tudo que foi apresentado nos capítulos anteriores e ainda aborda a particularidade dos conflitos socioambientais e como tudo que já foi tratado pode – e deve – ser utilizado no manejo desse tipo de conflito.

“Sinto que a comunicação é sempre estruturada naquilo que temos para falar, mas o segredo reside também no silêncio para ouvir. Ainda há muitíssimo o que ser falado e entendido. Assim, não tive a pretensão de encerrar o assunto, mas sim de despertar o interesse do leitor sobre o tema e, de forma prática, oferecer elementos que pudessem trazer um novo modo de vivenciar os conflitos enfrentados”, finaliza Annemarie Richter.

Guia para Transformação de Conflitos e Olhares Socioambientais
Autora Annemarie Richter
Ilustrações de Elton Caetano
Crédito da foto: Raquel Lopes
Gulliver Editora
Lançamento – maio de 2021
Edição Impressa R$ 78 | E-book R$ 39,90
https://annemarierichter.com.br/

Leia tambem: Agência da ONU para Refugiados abre inscrições em Belém

Deixe uma resposta