“Jardins em Festa” decorações com plantas e flores no Natal de Holambra

0
89

“Jardins em Festa” decorações com plantas e flores no Natal de Holambra

Um novo olhar para a decoração de Natal, em que o estímulo às emoções está aliado à consciência ecológica. Essa é a proposta dos profissionais que participam da Mostra de Paisagismo e Decoração do Natal de Holambra. Os enfeites natalinos mesclam-se às peças leves e tecnológicas feitas com produtos recicláveis, reaproveitáveis ou, até mesmo, biodegradáveis. O evento acontece de 25 de novembro a 18 de dezembro de 2022, às sextas e aos sábados, das 16h às 24h, e aos domingos, das 16h às 23h. Holambra fica a 134 km da capital paulista.

Uma das atrações do Natal de Holambra, Mostra de Paisagismo e Decoração “Jardins em Festa”, apresenta projetos que contemplam a utilização de flores e plantas ornamentais nas decorações das festas de fim de ano, em ambientes internos e externos. As plantas e flores proporcionam vida e alegria aos jardins e às áreas de convívio ou na decoração de móveis e das mesas para as ceias ou jantares de confraternização. Por se tratar de uma atração do evento Natal de Holambra, a mostra pode ser visitada somente nos dias de funcionamento do evento: até 18 de dezembro de 2022, às sextas e aos sábados, das 16h às 24h, e aos domingos, das 16h às 23h. Holambra fica a 134 km da capital paulista.

Poinsétias, begônias, kalanchoes, tuias, lírios e antúrios espalham elegância e charme pelos espaços, entre as decorações que primam por materiais sustentáveis, como o móbile de borboletas biodegradável, o presépio feito de EPS (isopor), produto 100% reaproveitável, ou o painel que sustenta 700 plantas, produzido em isopor para poder ser reutilizado em outras oportunidades. O conceito do “Jardins em Festa” focou na criatividade e na simplicidade, em detrimento do luxo, para lembrar o verdadeiro sentido do Natal. Os cinco primeiros ambientes foram destinados ao minissítio, outra atração do Natal de Holambra. As decorações dos espaços começam a partir do sexto ambiente:

“Natal de Paz em Família” – Isabela Perin Corbo (bióloga e paisagista), Isaias dos Santos (artesão) e Stella de Wit (terapeuta ocupacional) – ambiente 6.

A proposta é alinhar o bem-estar da família a um espaço desenvolvido para o livre estar de crianças, adolescentes e pets. O espaço, inclusivo e muito acolhedor, oferece a possibilidade do estímulo de todos os sentidos – audição, visão, tato, olfato e paladar -, por meio do contato com a natureza e de brinquedos educativos sustentáveis. O ambiente traz uma mesa baixa de piquenique com louças nas cores azul e branco e uma cesta de Natal. A árvore iluminada, atrás do balanço, é formada por dezenas de filamentos amarrados para dar a forma de uma pirâmide. As plantas não são tóxicas, para a segurança das crianças e dos pets. A ideia é que toda a família desfrute de um ambiente cheio de texturas, cheiros e sabores.

                    

“Um amor de Natal” – Cíntia Rua (engenheira agrônoma e paisagista) – ambiente 7

Pensando no Natal como a expressão máxima do nascimento do amor divino na Terra, o grande coração instalado no espaço simboliza os sentimentos voltados para a fraternidade. A long chaise foi colocada propositalmente em meio ao canteiro, onde despontam as poinsétias, os antúrios vermelhos e as tuias stricktas, consideradas as flores e plantas mais tradicionais desta época. Grandes lâmpadas douradas com filamentos em diferentes designs exibem, também, palavras de amor. Elas pendem de grossas cordas amarradas em bambu. O boneco de neve é feito de fibra com luz interna, ajudando a iluminar o ambiente.

“Nature Beauty” – Inês Scisci Maciel e Fernanda Quelhas (arquitetas) – ambiente 8

“Jardins em Festa” decorações com plantas e flores no Natal de Holambra

A decoração foca nas cores vivas, como o amarelo e o laranja dos kalanchoes, para contrastar com as folhagens e com as tuias. A poltrona se torna ainda mais confortável quando utilizada com o pufe em momento bem relaxante sob a tenda de luzes amarelas piscantes. O aparador e a mesa são feitos de troncos de madeira. Os caminhos de mesa e os guardanapos têm detalhes em renda para, elegantemente, receberem os sousplats. As asas em metal permitem que os visitantes se tornem anjos nas fotografias.

           

“Natal na Cidade” – Mauro Contesini (engenheiro agrônomo e paisagista) – ambiente 9

Qualquer espaço pode ser transformado em um lugar perfeito para que sejam vivenciados momentos especiais. Com este conceito, a festa de Natal da família é no jardim da casa. O cenário cria a atmosfera para a chegada do Papai Noel. A decoração desperta o sabor de infância e, ao mesmo tempo, a esperança da renovação com a chegada do menino Jesus, anunciada pelas lâmpadas pisca-piscas. Como manda a tradição, os presentes estão ao redor da árvore de Natal. A mesa foi preparada para reunir todos em um momento que mescla o brinde com o agradecimento. Parte dos enfeites, feitos com madeiras de palete, traz a assinatura do desenhista industrial “com alma de artista” Márcio José de Andrade.

“A Luz do Ano Novo” – Karina Taccola (arquiteta) – ambiente 10   

O espaço conta com quatro pontos de atenção bem distintos, mas todos voltados aos desejos de um Ano Novo promissor. O confortável sofá, coberto por luzes e ladeado por flores, foi pensado para despertar a magia da data, fortalecendo a esperança em 2023, como se as grandes asas pudessem permitir voos bem altos no ano que está por vir. A mesa foi posta para o Réveillon. O deck pode ser utilizado para a observação do pôr do sol, da lua ou das estrelas.

          

“Curas e Terapias no Ano Novo” – Cléia Thomazini (arquiteta, urbanista, paisagista e decoradora) e Orpheu Thomazini (arquiteto e urbanista) – ambiente 11

Curas e terapias com plantas são o foco do projeto que enfatiza a importância dos jardins, das plantas e das flores para a vida saudável. Não por acaso, a energia do branco predomina em todo o ambiente, como os lírios da paz, na “Área dos Anjos”, e os antúrios brancos, no “Labirinto de Flores”, que leva os visitantes até a fonte redonda e dourada que simboliza o Sol.  A mesa para a ceia tem criativos arranjos de flores e plantas secas e anjos de barro da escultora Marleine Marineli Lozano, de 85 anos, e da artista plástica Jussara Zanco. Os pratos, pintados à mão pela artista Maria José Negri, estão posicionados de acordo com as orientações do Feng Shui, valorizando a integração e a harmonização familiar na hora da alimentação.

“Oficina do Papai Noel” – Orpheu Thomazini (arquiteto e urbanista) e Cléia Thomazini (arquiteta, urbanista, paisagista e decoradora) – ambiente 12

A árvore de Natal com quatro metros de altura, feita com muitas pelúcias, revela ser fácil encontrar brinquedos por ali. Papai Noel, na beira da porta, parece espiar o que acontece em sua oficina, enquanto a Mamãe Noel toma o seu chá no jardim. O cenário é uma casa de fazenda, na qual os brinquedos são feitos e embalados para presentear as crianças. O caminho de pedriscos que leva até a casa tem canteiros com begônias e tuias decoradas com bolinhas coloridas e alegres. A fachada da casa é coberta por jiboias variegata e sunpatiens de tons rosa. Destacam-se no espaço as pinturas do artista plástico Anderson Kleber, as peças de barro de Jussara Zanco e as botas esculpidas por Rogério Passos. Reproduções de alimentos, quadros e retratos da família Noel complementam a decoração. Cerca de 300 mudas de plantas foram utilizadas no ambiente. O toque colorido e rústico é garantido, ainda, pela utilização de taboas e xaxins de folhas de palmeira.

          

“Renovação” – Cris Antonelli e Beto Natalicchio (empresários do ramo de paisagismo) e Carla da Matta (decoradora) – ambiente 13

Com o propósito de valorizar a simplicidade da vida, o profissionais “forraram” o ambiente de natureza. O jardim vertical de EPS (isopor), de 26 m², é coberto por nada menos do que 700 plantas, entre elas as begônias que mostram sua beleza ao lado das natalinas poinsétias. O presépio, também produzido em EPS, tem formas simples para fortalecer a proposta de religiosidade e conexão com o universo. A guirlanda natalina ganha destaque na decoração, assim como a asa feita de neon. Para a elaboração da mesa posta, a consultora Carla da Matta buscou inspiração no jardim natural e utilizou poinsétias vermelhas e pinhas. As tuias stricktas receberam laços vermelhos e bolinhas de craspedias.

“Portais Natalinos” – Isaias dos Santos (artesão) e Isabela Perin Corbo (bióloga e paisagista) – ambiente 14

Os triângulos têm vários significados. Os mais populares o relacionam à Santíssima Trindade, a uma alusão ao início, meio e fim, ou a corpo, alma e espírito, e ao equilíbrio de três forças divinas. Neste ambiente, os triângulos iluminados se transformam em “portais de luz”, sob os quais as pessoas podem se sentar para contemplar o delicado jardim formado por pinheiros e buxinhos, pelo vermelho das flores que reforça a simbologia natalina e pelas alegres cores das bromélias e begônias que oferecem a alegria do espírito natalino.

          

“Natal entre Flores” – Thabata Furlan (decoradora) e Allan Oliveira (designer de interiores) – ambiente 15

A ceia no jardim foi o ponto de partida do projeto para a reunião familiar nas festas. O lounge aconchegante reúne os convidados enquanto aguardam a revelação do amigo-secreto e a ceia de confraternização. Os móveis são rústicos, mas têm a rigidez quebrada pelas coloridas embalagens dos pacotes de presentes e pelas bolas em tecido pendentes que decoram o estar junto com Papai Noel e os ursos polares. A árvore de Natal é formada por tuias stricktas suspensas. A mesa posta para a ceia traz um arranjo central linear com poinsétias e antúrios vermelhos, finalizado com bolas de Natal e pinhas. Os canteiros foram trabalhados com várias espécies de tuias – clássicas para a decoração natalina –, ornamentadas por pimentas vermelhas e poinsétias. A rusticidade está também nos troncos de eucaliptos que servem de apoio para os vasos de tuia limão, trazendo um jogo de alturas ao cenário. O clima de encontro fraterno fica completo nos jardins com antúrios e kalanchoes, além de ráfias, dracenas, aspargos e monsteras, entre outras folhagens.

“Jardim Árido” – Carla Dadazio (arquiteta e paisagista) – ambiente 16

A entrada do ambiente é marcada por duas árvores de Natal criadas com o reaproveitamento de paletes. A sustentabilidade desse material também está presente na construção dos bancos e da poltrona criada a partir do pé de uma antiga máquina de costuraA decoração utiliza enfeites natalinos com peças feitas de cerâmica, além de vários laços de diferentes tamanhos e guirlandas construídas com vasos com suculentas e echeverias. Kokedamas enfeitadas de vermelho, echeverias estrela pintadas da mesma cor, sansevierias no formato de coração e sansevierias no formato de torres trançadas simulando pequenas árvores de Natal – com direito a bolinhas feitas de semente natural e muitas luzinhas de led – completam o ambiente de pura magia.

Muitos elementos naturais são utilizados no ambiente, como o painel feito com papelão, esteira e barbantes. O espelho é ornamentado com aros de macramê, bolinhas de madeira e barbante. Os anjinhos espalhados são feitos de bolinhas de cerâmica, barbante e juta. Também é possível conferir um pequeno presépio feito com papelão, bolinha cerâmica e juta. O piso é de porcelanato antiderrapante, que evita escorregões quando molhado. A concepção priorizou plantas de fácil cultivo e baixa manutenção que, além da questão estética, têm função energética. Os cactos foram escolhidos por serem “purificadores” de ambientes, e a água que retêm simboliza nossas emoções e sentimentos. O colorido mesclado dos vários tons de verde das plantas e os tons terrosos da parede com o vermelho das poinsétias presentes em alguns pontos do espaço, como na base da árvore de Natal em palete, merecem ser fotografados e eternizados.

leia tambem: Karine Grum é eleita rainha de bateria da Dragões da Real e brilhará na Av, no desfile de carnaval

Deixe uma resposta