Com 18 anos de funcionamento, clínica Morita Marques se destaca em Harmonização Orofacial

Com 18 anos de funcionamento, clínica Morita Marques se destaca em Harmonização Orofacial

O estabelecimento, que atende mais de 300 pacientes por mês, já foi um consultório com apenas 9 m²

A História da Clínica Morita Marques começou há mais de 18 anos, mais precisamente em janeiro de 2001. Era um consultório de 9 m², localizado no bairro do Jardins, em São Paulo, que o dentista Alexandre Morita ganhou do seu pai. Hoje, junto com Rogério Marques, amigos de infância, possuem uma clínica de 500 m² no mesmo bairro e atendem mais de 300 pacientes por mês. Além da clínica, também fundaram um instituto de ensino, onde são ministrados cursos para profissionais da área da saúde.

Mas esta transição de 9 m² para 500 m² não foi fácil, precisou de muito esforço e dedicação de ambos. Em 2005, Alexandre foi convidado para participar do "Programa da Márcia", em um quadro semelhante ao “Extreme Makeover” americano, onde convidadas eram submetidas a tratamentos estéticos e dentários. Todos os domingos na Band TV, o programa foi um sucesso e, na época, a clínica ficou conhecida nacionalmente. Este foi o ponto da virada, seguido de novos convite para outros programas como o "Programa do Gugu", "Rodrigo Faro", "Adriane Galisteu", entre outros.

Desde a sua formação pela FOUSP em 2000,Marques já concluiu duas pós-graduações , mestrado e doutorado. Juntos começaram a lecionar no ano de 2016 o seu 1⁰ curso de Bichectomia, que faz sucesso no Brasil e América Latina. A dupla de profissionais criou o IMMAPE (Instituto Morita Marques de Aperfeiçoamento e Pesquisa), e chegou a lecionar na NYU (Universidade de Nova Iorque) e em Porto, Portugal.

A Clínica Morita Marques é, atualmente, uma das mais conhecidas do Brasil e o IMMAPE, um dos institutos mais renomados na área de Harmonização Orofacial. Já são 19 anos de muito trabalho, estudo, aparições em programas de TV, congressos e cursos. Com uma base sólida e seus sócios no auge profissional, eles pretendem atuar na área de cursos online, pois acreditam que isso seja o futuro do ensino.